Oriente Médio em fúria

Em 9 novembro de 2009, às vésperas do lançamento de O VÉU, este blog publicou um post baseado num trecho do livro em que uma possível queda do regime iraniano é mencionada. Agora, com as revoltas populares se multiplicando por vários países do Oriente Médio, o assunto voltou a ocupar as manchetes da imprensa e, por isso, resolvemos republicar aquele post, a fim de reforçar a atualidade da trama de O VÉU. A situação iraniana, exposta no livro, pode se aplicar a muitos governos autoritários da região.


SERÁ O OCASO DA REPÚBLICA ISLÂMICA?

Em junho de 2009, enquanto as ruas de Teerã ardiam com os choques entre a polícia e os manifestantes contrários à suposta fraude ocorrida nas eleições presidenciais que deram mais um mandato ao polêmico Mahmoud Ahmadinejad, a professora universitária Mitra Rahmani, uma das protagonistas de O VÉU,  se encontrou em sigilo com um ministro do governo num parque afastado da capital iraniana. Eis um trecho da cena:

“(…) O rosto de Mitra se contraiu num esgar amargo.

— O senhor fala como se a República Islâmica tivesse muitos anos de vida pela frente — ela declarou, maldosamente.

O ministro balbuciou, como se não tivesse compreendido:

— Perdão?

— O senhor mesmo mencionou a revolta da população depois das eleições. O novo governo não terá tanta legitimidade junto ao povo. E o próprio regime saiu enfraquecido. O banho de sangue que está acontecendo no país apressou a morte da República Islâmica, que pode ter começado a desmoronar neste mês de junho de 2009. Não se esqueça de que a Revolução de 1979 foi uma revolução popular. Se foi o povo que colocou os aiatolás no poder, será o povo que irá tirá-los de lá. E não há absolutamente nada que vocês possam fazer para impedir isso. (…)”

Lendo a matéria acima, publicada na revista Veja, fica a pergunta: será que Mitra Rahmani tinha razão nas suas previsões? A República Islâmica, de fato, caminha para o seu fim?

Anúncios

O VÉU na mídia

Na reta final de 2010, foram ao ar duas ótimas entrevistas com o escritor Luis Eduardo Matta, em que ele falou sobre o thriller O VÉU, publicado pela Primavera Editorial e, também de temas que lhe são caros, como a difusão da leitura entre a população brasileira e a literatura de entretenimento. Ambas acabam de ser disponibilizadas na internet.

A primeira delas, já noticiada num post anterior aqui do blog, foi a conversa com Miriam Ramos no programa Visita Vip da Rádio USP, no dia 12 de novembro, com reprise no dia 22 do mesmo mês:

Parte 1:

Parte 2:

A segunda, foi a entrevista concedida à professora Maria José Petri no programa Arteletra, da TV São Judas.  A conversa foi transmitida pela TV Universitária, no dia 12 de dezembro: